Desmascarando seu inconsciente.

Por trás de seus pensamentos, existe muitas verdades nas quais você ainda não se deu conta. - Thiago Urameshi

sábado, 26 de fevereiro de 2011

A ciência salvou minha alma.


Esse é um vídeo super interessante que encontrei no Youtube, no canal do Anti-Fé.


Incrível como esse vídeo passa umas mensagens tão positivas, vale a pena dar uma conferida


Comentem aí pessoal. 
dêem uma conferida também no canal Anti-Fé, segue o link: www.youtube.com/user/CanalAntiFe

27 comentários:

Achei interessante esse vídeo apesar de ser astrofísico e evangélico e conhecer as leis da física e a formação de estrelas. Entretanto, gostaria de dizer que eu não consigo, pessoalmente, olhar para todos esses processos e não vir à minha mente um Ser que tenha criado todas essas coisas. Eu penso, que eu tenho que ter mais fé para acreditar num universo feito com tempo + acaso, do que acreditar em um Deus Soberano que fez tudo isso. Contudo, não me neguei querer ser astrofísico, pelo fato de acredar em Deus; pelo contrário, eu consigo ver Deus nesse colossal Universo. Eu concordo com o vídeo no que diz respeito à religião, porque o homem após ter pecado, procura sempre passar por cima dos outros homens e isso os faz querer criar igrejas e doutrinas com suas próprias regras, e não as de Deus.
A Bíblia diz: "A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo." Tiago1:27

Olá eu sou evangélico, e achei interessante a frase de Epicuro no início da página. E fiquei pensando sobre ela, e cheguei à seguinte conclusão: Deus pode acabar com o mal. Ele inclusive já poderia ter feito. Mas se tivesse feito, eu não teria a oportunidade de ser salvo dos enganos do diabo quando eu tinha 12 anos de idade, por decisão própria. Se Deus for acabar com o mal agora, ele tem que acabar com o autor desse site, porque ele é pecador e mal. Ele ainda não fez, porque ele é misericordioso com os homens. Numa certa ocasião, Jesus precisou passar por Samaria, mas os samaritanos não deixaram. Então os discípulos perguntaram se queriam orar a Deus pra descer fogo sobre toda aquela cidade. E Jesus respondeu: Vós não sabeis de que espírito sois. Deus ama os ateus e quer salvá-los dos enganos que o diabo os fez acreditar.

Ao 1º comentário lá em cima:
Olá cara!
Legal seu comentário... realmente do ponto de vista de um Cristão, pra acreditar que o mundo veio do "nada" tem que ter mais fé do que acreditar que um Deus o criou rsrs
Mas é o seguinte, quando se é Ateu, você enxerga diferente, Ateus não possuem "fé" em nada, essa palavra não existe no nosso vocabulário, em relação ao universo, o fato de sermos "minúsculos" em relação a ele não quer dizer que tenha um Deus que o tenha criado, nós somos apenas "pequenos demais" só isso, nossa mente, nossos pensamentos não chegam a 1 fragmento do tamanho do universo, por isso que fica difícil pensar sobre ele... o universo é gigante, inimaginável, e infinito até mesmo pra Deus... eu não creio em Deus, mas se um Deus realmente existir, o universo é um mistério até mesmo pra ele.
Abraço.

Ao 2° comentário:
A frase diz:
"É capaz, mas não deseja? Então é malevolente."
Deus é onipotente, logo ele poderia acabar com o mau, sem prejudicar as pessoas, sem prejudicar NINGUÉM, até mesmo os pecadores, basta purificar o coração deles (já que ele é benevolente), mas se ele não faz isso, ele não é capaz, logo não é onipotente, ou se pode e não faz, ele não é benevolente.

Muito interessante suas palavras Thiago. Entretanto, não diria que os ateus não possuem a palavra fé em seu vocabulário, porque aquele que é cético para um determinado conjunto de crenças é crente para outro conjunto de crenças.
Eu sou cristão porque eu tenho fé que as coisas de fato são assim. Você é ateu porque acredita que não há um Deus. Tudo é uma questão de crença. Eu não posso lhe provar (apesar de acreditar que existem evidências) que Deus existe, e nem você pode me negar que ele existe. Deus está além dos limites da ciência. A fé trabalha com a crença, a ciência com dados tangíveis. As duas coisas tem caminhos opostos, mas apesar de tudo, eu acredito que aceitar a idéia de um criador, é um ato racional, mas aceitar quem é esse criador, é um ato de fé.

Com relação à Deus ser malevolente, tudo se trata de um ponto de vista. Eu acredito que Deus ainda não acabou com o mal, porque ele tem um plano determinado pelo seu próprio poder, e também é misericordioso para com todos os que ainda não crêem nele. Mas já você acha que ele não acaba porque é malevolente. Como tudo é uma questão de fé, eu prefiro ficar com a minha hipótese, mas como a bíblia diz em Isaías: Os meus caminhos não são os vossos caminhos e nem os vossos pensamentos os meus pensamentos diz o Senhor.

Olá, bom da mesma forma que você disse que existe algumas evidências de que Deus existe, eu conheço milhares de evidencias de que ele não existe.

Se possível eu gostaria de lhe pedir alguns exemplos destas tais evidências.

Desculpe-me, não leve como ofença, mas eu não acho que é um ato inteligente aceitar a idéia de um criador. Pois se pensarmos a fundo, vem a questão "Quem criou o criador?" "Quem criou o criador dor Criador" e assim vai... alguém aí nessa história nasceu "do nada" sem qualquer criador... por tanto na minha opinião, não faz sentido existir um criador.

Mas voltando ao Cristianismo, Deus é malevolente por que ele poderia usar a onipotência dele pra acabar com o mau e salvar todos sem mais demoras, ou mais que isso, ele poderia ter criado um mundo sem o mau, ou criado o homem de uma forma que não pudesse conhecer o "mau", ou seja, uma humanidade perfeita... ele poderia fazer isso, afinal, ele é onipotente.

Na minha opinião, o maior erro do homem que inventou o Deus critsão, foi dizer que ele é onipotente rsrs... mas se for analizar, ele foi obrigado a fazer isso, pois um DEUS que não seja onipotente, não merece ser chamado de Deus.

Abraço amigo, até a próxima.

Bom, Thiago, como físico, acredito que toda a ordem que existe nas leis físicas são consequências de uma mente superior. Um princípio que acho fenomenal é o princípio da ação mínima. Todas as coisas tendem a desempenhar a menor ação ao se deslocarem de um ponto a outro. Por exemplo, quando ocorre uma refração, o desvio sofrido pela luz que saiu de um ponto A, chega ao ponto B após percorrer o menor caminho possível. Para mim isso indica planejamento na criação. Para mim isso é uma evidência de um criador. Vendo do ponto de vista histórico, acredito que a explicação do sonho do rei Nabucodonosor, da Babilônia, relacionando os reinos que viriam após o dele, foi uma, das inúmeras profecias que se cumpriram à risca.
Acho que as profecias é um ponto crucial nesta conversa, pois qualquer pessoa poderia dizer que há outros livros sagrados, que também contém profecias. Entretanto, apenas a Bíblia possui profecias que todas foram cumpridas à seu tempo, nos mínimos detalhes, e sem exceção.

A questão do criador é bem interessante também, pois se Deus fosse criado, ele não seria mais o criador, mas a criatura. Na ciência moderna acredita-se no big bang, mas a cosmologia já chegou à um nível tão profundo, que hoje é falado em universo eterno, ou universo não singular. A bíblia diz: De eternidade à eternidade tu és Deus. Acredito que Deus criou todas as coisas usando leis físicas perfeitas, e que apontam para um planejamento. Como disse ante, não acredito que a ciência existe para provar Deus e nem a Bíblia para provar a ciência. Entretanto, não podemos negar, que quando a ciência verdadeiramente estabelecida, e a Bíblia quando corretamente interpretada não podem cair em contradição. Eu não lembro quando, mas vi na TV, que um grupo de geólogos, eu acho, disseram que os israelitas só poderiam ter atravessado o mar vermelho, se tivesse um vento muito forte pra separar às águas. A bíblia diz em êxodo: o e Senhor fez soprar um forte vento sobre o mar... Êxodo 14:21

Também é verdade que Deus poderia ter criado, mas ele não fez marionetes, e sim seres responsáveis pelos seu atos. E de fato ele criou uma humanidade perfeita. A Bíblia diz: "Eis aqui, o que tão-somente achei: que Deus fez ao homem reto, porém eles buscaram muitas astúcias". Eclesiastes 7:29

A onipotência de Deus, se resume em apenas uma palavra: Amor. Ele enviou seu único filho pra que ele se fizesse carne e morresse pelos meus pecados e pelo seus pecados. Ele foi onipotente ao ressuscitar seu filho da morte, e ele permanecerá onipotente para julgar todo o pecado e mal que ainda existe. Deus fez o homem perfeito, mas ele preferiu desobedecê-lo. Entretanto, ele dá o escape para a condenação eterna.

Entretanto, apenas um dia saberemos se eu estou certo, ou se você está certo. Apenas quando morrermos. Se você estiver certo, então tá tudo bem. Eu fiz coisas boas, ajudei as pessoas, minha família, que é pobre, mas vc também faz isso. Então quando morrermos, tudo acaba e pronto. Está tudo bem. Entretanto, se eu estiver certo, nós fizemos as mesmas bondades, mas eu fiz alguma coisa a mais que vc: aceitar a Jesus como meu senhor e salvador. Sendo assim, eu estou bem, mas se terminar assim, você não estará tão bem.

Abraço Thiago.

Muito bom cara, antes de mais nada gostaria de parabenizar pelas palavras, gostaria que todos os Cristãos que comentassem aqui fossem assim que nem você, ou seja, tem argumentos e não só fica chingando atoa.

Vamos lá, sinceramente fica difícil de eu discutir com um físico sobre física né? rsrs mas no meu ponto de vista, isso não prova a existência de um criador, isso é apenas física, Exemplo:
Quando você joga um objeto "para cima", de maneira que ele tenda a se afastar da superfície da Terra, o campo gravitacional do nosso planeta o atrai, fazendo com que ele "caia". isso é a lei da gravidade, o solo atrai toda massa com peso, independente se Deus existe ou não isso vai acontecer.

Sobre a criação, acima de qualquer coisa que esteja escrito, ou que digam está a questão "quem criou o criador e quem criou o criador do criador?" e essa "bola de neve" tem que ter um fim, tem que existir um ser que surgiu "do nada". Ou se no caso, você disse que Deus não foi criado por que senão ele não seria o criador e sim a criatura, mas aí fica a mesma questão, "Como Deus surgiu? Ele não pode ter sempre existido, quem criou o "sempre? quem criou o universo em que Deus vive? Como surgiu esse universo?" são muitas perguntas impossíveis de ser respondidas, ou melhor, perguntas sem a menor possibilidade de serem respondidas.

Voc~e disse que Deus criou seres responsáveis pelos seus atos, se essa afirmação está certa, Deus deixa de ser benevolente, pois ele criou o homem e jogou no mundo onde ele SABIA que eles iriam se sujar com a maldade e não fez nada. Ele apenas assiste de braços cruzados o homem cavando sua própria cova. Ele deu a opção de nós escolhermos entre o mau e o bem, mas se ele fosse realmente bondoso, ele não teria sequer criado o "mau".

A onipotencia de Deus não se resume a "amor", a onipotencia dele vai muito além disso, muito além mesmo, afinal estamos falando do "criador do universo" "o criador da raça humana e de todas as outras raças da Terra e talvez até fora dela"... ele teve o poder de 'criar o sol, os planetas e todo o universo" isso é a onipotencia, ele é o Deus todo poderoso. Ele poderia se livrar do mau em um estalar de dedos e salvar toda a humanidade, mas ele não faz isso, ele deixa o homem ser possuído pela maldade e ser encaminhado ao sofrimento eterno pós morte. Se ele ama tanto os homens, por que ele não nos salva logo?

É isso aí amigão, mega abraço.
Até a próxima e obrigado pela participação no meu blog.

Caro Thiago, também lhe parabenizo por sua atitude de discutir esse assunto, sem ofensas e palavras de baixo calão, como vejo em alguns sites internet à fora. Acho que saber respeitar idéias é fundamental em qualquer debate. Infelizmente, isso não é sempre uma verdade no meio científico. Mas fazer o que...

A questão da gravidade que você citou traz à tona uma questão de causa e efeito. Certamente, quando analisamos apenas o agora, de fato, tanto faz Deus existir ou não, a pedra voltará ao seu ponto de lançamento, dependendo da velocidade lançada, por conta do conceito de velocidade de escape. Entretanto, quando analisamos o estudo do início do universo, devemos pensar com mais cuidado. A cosmologia moderna propõe que uma das causas fundamentais na formação de estruturas (galáxias) foi a gravidade. Entretanto, a agregação de matéria não aconteceu desordenadamente, mas houve um princípio regulador, que permitiu a matéria se condensar limitadamente. O mesmo princípio se aplica à formação de estrelas. Por mais massa que uma pré-estrela (termo científico: protoestrela) possa agregar em sua formação, há um princípio autoregulador chamado de glóbulos gasosos que evaporam. Ou seja, se apenas a gravidade existisse, de uma forma bem grosseira, apenas uma estrela teria se formado em todo o universo. A questão aqui, é que novamente volto à questão do planejamento. Certamente às leis físicas agiram, mas acredito, que aquele que criou essas leis, criou um limite para que elas atuassem. Aqui, você poderia argumentar que continuam sendo apenas leis físicas. Entretanto não tem como querermos fugir que de alguma forma os princípios autoregulares apontoam para um planejamento.

Afinal a questão da gravidade é muito interessante, pois quando Isaac Newton propôs a lei da gravitação universal, havia uma pergunta interessante: Como o Sol sabia onde a Terra estava para que houvesse uma atração? Entretanto, quando apareceu a teoria da relatividade geral, tudo fez sentido, pois em grandes escalas podemos entender que a gravidade está relacionado ao conceito de geometria do espaço-tempo. Entretanto, as coisas não caem umas sobre as outras porque há uma velocidade dos corpos tangencial à suas órbitas. Podemos pensar que há apenas leis físicas, mas também cabe aqui acreditar que alguém pensou nisso ao criar todas essas coisas.

Continuando...

Outro fato interessante, é que você certamente já ouviu falar que a Terra está à distância exata do Sol para existir vida como conhecemos. Há um conceito em astrofísica chamado de zona habitável. No nosso sistema solar, apenas 3 planetas estão localizados nessa zona habitável: Vênus, Terra e Marte, mas apenas a Terra está na posição mais favorável. E como se não bastasse, a Terra está na posição certa na Galáxia. Usando um conceito de raio de corotação, se a Terra fosse mais próxima do centro da galáxia, os braços dessa galáxia perturbariam o nosso sistema solar, fazendo com que as condições de vida se reduzissem à zero. O mesmo aconteceria se a Terra fosse mais afastada da sua posição atual. Novamente, podemos pensar que há apenas física envolvida, mas também que alguém pensou em toda essa engenharia antes de fazer o prédio.

O que acho interessante nesse conversa, é que se agente olhar para os grandes castelos construídos, não achamos que houve apenas leis físicas. Certamente, química, física e engenharia andaram juntas, mas certamente alguém pensou em como melhor aplicar essas leis, e outros foram lá e executaram o projeto inicial. Mas quando olhamos o Universo com toda a perfeição que existe, não conseguimos conceber que houve uma inteligência por trás de tudo isso.

De fato, quando Deus criou tudo, ele não criou o mal também. Quando ele fez os anjos, todos eles eram perfeitos, mas como Deus criou a consciência neles, um deles chamado Lúcifer desejou ser semelhante ao altíssimo, e não prestar contas a ninguém. Ele não desejou ser tão bom quanto Deus, mas ser exaltado acima de Deus. Isso está escrito em Ezequiel 28. Deus não pode conviver com o mal, então ele castigou Lúcifer pelo seu erro. Quando ele fez o homem, ele também fez perfeito, mas ele tropeçou em apenas um exceção imposta por Deus, e também pecou. Todos os dias eu e você desobedecemos a Ele, mas ele nos perdoa e dar uma nova chance para nós. A bíblia diz que o inferno foi feito para o diabo e seu anjos e não para o homem. Mas se o homem desprezar o ato misericordioso de Deus, através do seu filho Jesus Cristo, então ele também vai sofrer as consequencias pelo seu erro.

Entretanto, as coisas não acontecem como eu quero e nem como vc quer. Eu também acharia melhor que ele acabasse logo com esse sofrimento e salvasse automaticamente todo mundo, mas ele não quis assim. Aí voltamos a questão de Deus ser malevolente, mas ele continua dizer: Os meus pensamentos não são os vossos pensamentos... Eu prefiro acreditar que o plano de Deus é sempre o melhor, apesar de muitas vezes não entender. Isso significa fé.

Falando mais com relação do salvar logo todo mundo, é interessante, que quando eu saía para uma balada à noite, meus pais me amavam muito e não queriam que eu fosse pra ocasionalmente não entrar numa confusão. Mas eu era de maior e sabia o que estava fazendo. Eles não iam lá e me prendiam pra eu não fazer o que eles achavam errado. Deus age da mesma forma. As pessoas têm suas vidas e fazem o que querem quando querem. Certamente a salvação que Deus oferece de graça, tem implicações morais de conduta. A questão é: será que todas as pessoas estão prontas para deixar sua maneira de viver e se colocarem debaixo da vontade de Deus? Eu acho que não. A salvação é tão logo quando alguém queira. A solução para o pecado está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Basta querer ser salvo logo.

Abração, e não tenha como ofensa, mas que Deus lhe abençoe.

Opa, muito sabia suas palavras.

Então meu amigo, como eu fiz um post novo hoje no blog fiquei sem tempo pra te responder ao seu comentário (responder de forma decente) mas amanhã juro que tentarei responder, pois tá ficando interessante nossa conversa rsrs (meus dias de segunda a sexta são meio corridos)

Abraço amigo.

Ok Thiago. A correria também faz parte da minha vida. Estou com alguns estudos em andamento... Até a próxima.

Abração.

Opa, olá amigo.
Desculpe-me não ter respondido seu comentário ontem, mas comentários assim como os seus, feitos de forma educada e com bons argumentos eu faço questão de responder todos, por tanto mesmo que eu demore, pode ter certeza que eles serão respondidos.

Então vamos lá, sua teoria é muito interessante, principalmente a sobre os castelos, nos quais esses sim eu acredito que foram planejados rsrs
Só que há uma coisa, o Castelo foi planejado e foi erguido apenas uma vez de forma perfeita e pra ficar em pé durante um bom tempo, os contrutores do castelo
levantaram ele apenas uma vez, agora quando mudamos o foco pro universo, a história já muda, por que nesse universo infinito existe milhares de planetas, é natural que um deles acidentalmente tenha ficado em um lugar de posição favorável, onde tenha os elementos carbono, nitrogênio, oxigênio, ferro, tudo que é necessário para a vida.

Por exemplo, pegue dois dados, coloque eles juntos em uma mesa, depois os cubra com uma caixa e sacuda essa caixa e logo em seguida a levante, provavelmente os dados estarão caídos cada um pra um lado e com os números diferentes cada um dele, mas se você fizer todo esse processo 100 vezes ou 200 vezes vai ser natural que aconteça pelo menos uma vez de você levantar a caixa e encontrar um dado em cima do outro, como se você houvesse planejado aquilo, em outras palavras, como se você tivesse posto um dado em cima do outro com suas mãos (como se tivesse "criado" aquilo) ou que os dados apareçam com os números iguais virados para cima.


Sob a "maldade de Deus", isso é inconcebível pois Deus é onipotente, ele poderia não ter dado ao homem o acesso ao "mau" mesmo os mesmos tendo consciência e livre arbítrio.

O seu exemplo dos seus pais em relação as baladas, na minha opinião acho que não tem comparação, se seus pais te impedissem de ir pra balada, provavelmente você ficaria chateado com eles, por isso eles permitiam, mas quando a história é Deus, o assunto muda, pois ele poderia tirar a maldade do seu caminho, do nosso caminho sem que nós ficássemos chateados com ele, basta ele usar a onipotência.

Abraço cara, até a próxima.

Olá Thiago.

É bem verdade que tudo poderia ser apenas uma questão de probabilidade, o fato de que a Terra está na posição exata do Sol de forma que receba a quantidade exata de radiação para a manutenção da vida. Que tenha a quantidade exata de elementos químicos na atmosfera, para filtrar a radiação solar e fazer o efeito estufa necessário para a vida. Que a Terra está na posição certa de Júpiter a fim de que seu campo gravitacional nos sirva como um aspirador de pó e impessa que certos objetos caiam na Terra. Que tenhamos o campo magnético na intensidade certa para que sejamos protegidos das erupções solares. Que tenhamos uma aceleração gravitacional certa para que não andássemos rastejando pelo chão. Que a Terra tenha a velocidade angular certa para que não tenhamos ventos de 200 Km/h na atmosfera e nem dias tão longos nem noites tão longas. Que a expansão na formação do Universo tenha ocorrido na velocidade certa para que a matéria como a conhecemos pudesse
ser formada. Tudo isso poderia ser apenas uma questão de probabilidade, como o dado. Entretanto, no dado, o máximo que poderia acontecer era dois dados apresentarem números iguais ou um sobre o outro. Quando tratamos de Terra as coincidências são muito grandes, o que levou um falecido astrofísico ateu afirmar: "Uma interpretação de bom senso dos fatos, sugere que um superintelecto intrometeu-se na física, na química e na biologia e que não há forças ocultas e dignas de menção na natureza." Fred Hoyle

Como você disse, podemos olhar para todas essas coincidências e achar que tudo foi uma mera probabilidade, mas eu, como cientista e ser humano não consigo pensar assim. Esses fatos, colocaram em xeque até um dos mais ferrenhos criticos do cristianismo que foi Hoyle. Eu acho que é preciso um esforço muito grande para achar que tudo não passou de uma probabilidade.

Outro fato que complica mais as coisas, é que já conhecemos mais de 500 planetas extra-solares, mas até agora nada de possibilidade de vida. Quando olhamos os fatos sem conceitos formados, é impossível não percebermos as digitais de um superintelecto como disse Hoyle.

Sobre a maldade de Deus, se ele tivesse feito o homem sem escolhas (mal ou bem) pra que serviria o livre arbítrio e a consciêcia, pois ambas as coisas estão relacionadas com escolhas. Dessa forma seríamos apenas robôs.

Continuando...

Deus não acaba agora mesmo com o mal porque ele teria que começar por mim e por você. E esse não é o plano dele. Ele vai acabar com o mal, mas no tempo que ele determinou pelo seu próprio poder. Com isso ele não deixa de ser onipotente, pois pela sua vontade ele dá a salvação de graça a quem quer que queira. Para isso o homem tem que escolher fazer isso. Qaundo Jesus falou, "deixai vir a mim as criancinhas" ele usou uma palavra grega chamada "paidious" que significa seres sem responsabilidade sobre si. Portanto, Deus não vai cobrar responsabilidade de que não tem capacidades mentais de ter, e por isso Jesus disse, "pois das tais é o reino dos céus". Mas aqueles que podem escolher o certo ou o errado, Deus vai combrar deles, e cada um vai sofrer as consequências da sua decisão, seja boa ou má. A questão aqui é que Deus não age como nós queremos que ele aja, mas ele age pela onipotência e onisciência que ele tem. Outro motivo pelo qual ele não salva todo mundo agora e pronto, é porque sua justiça não permite isso. A bíblia diz que onde o pecado é muito grande, a graça de Deus é extremamente superior, entretanto, isso requer uma decisão própria de cada um. E quem não aceitar a solução que ele está dando, vai sofrer o castigo eterno imposto pela sua própria justiça. E nós não gostamos dessa punição porque nosso senso de justiça é corrompido pelo pecado. O símbolo da justiça é uma mulher cega, justamente para que ninguem seja privilegiado ao cometer um crime; também é uma balança pra que todos sejam julgados com a mesma brandura
e severidade. Com Deus acontece da mesma forma. Deus dá a solução para o pecado todos os dias que acordamos. Mas
se negligenciarmos esse presente, seremos castigados pelo erro que cometemos. No plano que Deus estabeleceu, ele não exige que nos açoitemos, que andemos de joelhos por 10 Km, que passemos fome. A única coisa que ele quer no seu plano é que escolhamos obedecê-lo. Só isso.

Agente diz que Deus é onipotente, mas há três coisas que ele não pode fazer: 1) Mentir - Ele é a própria verdade.
2) Mudar - Pois ele é onisciente. 3) Ele não pode deixar ninguém entrar no céu se não nascer de novo. Deus pelo seu poder escolheu assim. A onipotência de Deus consiste em fazer o bem, e com isso sua justiça age junto. Se Deus salvasse todo mundo de uma vez, ele estaria negando o seu senso de justiça. A morte de Jesus Cristo retrata isso. Quando alguém deixa Deus ser o senhor de sua vida, a morte de Jesus paga a dívida que temos com Deus. A justiça foi satisfeita. Mas quando alguém nega essa essa graça, a morte de Jesus não tem efeito sobre essa pessoa, e então ela mesma vai ter que sofrer o castigo pelo seu erro.

Um dia eu e você chegaremos na presença de Deus, e não vamos poder negar que tivemos tempo suficiente pra escolhermos acreditar no plano dele ou não. O plano de Deus é só um: Jesus Cristo. A bíblia diz que qualquer que tentar entrar de outra forma será impedido, porque Deus, em seu plano estabeleceu apenas um caminho.

Abração, e até a próxima.

Bom, esses quesitos que você citou como posição exata do Sol, quantidade exatata de elementos químicos na atmosféra e etc, de fato se pensarmos com a mente do tamanho da Terra, parece que seria coincidência demais pra ter acontecido por um mero acaso, mas se pensarmos com uma mente no tamanho do UNIVERSO, isso se torna "normal", afinal, é infinito, quando falamos do infinito, temos que abrir a mente ao infinito também, você disse que já existe 500 planetas conhecidos e nada de sinal de vida, mas saiba que a Nasa descobriu 54 planetas em zonas habitáveis (fonte -> www.band.com.br/jornalismo/tecnologia/conteudo.asp?ID=100000396511 ), claro que não da pra saber se existe vida nesses planetas, pois nossa tecnologia ainda não permite tal coisa, mas nessa infinidade chamada universo, com certeza existe mais planetas com vida, pois existe milhares de planetas com as mesmas condições que a Terra teve de conseguir todas essas caracteristicas que você citou e que nos possibilitou a vida aqui.

O "espaço" é infinito, aos nossos olhos a chance de existir vida em outro planeta é pequena, mas pro universo, essa chance é tão infinita quanto ele. A chance de um outro planeta ter essas mesmas características que a Terra tem, essas características que você citou.

Você fez certo, usou um monte de características, fortes e concretas, de forma que qualquer uma pessoa ao ler iria pensar "É verdade, são coincidências demais pra ter acontecidos ao mero acaso" mas pra entender o mínimo do universo, temos que ter a mente tão aberta, tão grande quanto ele, por isso comigo não funcionou isso.

"Terra está na posição exata do Sol de forma que receba a quantidade exata de radiação para a manutenção da vida. Que tenha a quantidade exata de elementos químicos na atmosfera, para filtrar a radiação solar e fazer o efeito estufa necessário para a vida. Que a Terra está na posição certa de Júpiter a fim de que seu campo gravitacional nos sirva como um aspirador de pó e impessa que certos objetos caiam na Terra. Que tenhamos o campo magnético na intensidade certa para que sejamos protegidos das erupções solares. Que tenhamos uma aceleração gravitacional certa para que não andássemos rastejando pelo chão. Que a Terra tenha a velocidade angular certa para que não tenhamos ventos de 200 Km/h na atmosfera e nem dias tão longos nem noites tão longas. Que a expansão na formação do Universo tenha ocorrido na velocidade certa para que a matéria como a conhecemos pudesse ser formada."

Nesse espaço enorme, onde nós quando comparados somos mais pequenos que uma célula, as possibilidades de existir mais milhares de planetas nessas mesmas condições são infinitas.

E é muito improvável que alguém consiga justificar o fato de Deus não acabar com o "mau" existente no mundo de uma vez, eu diria, quase impossível que isso aconteça, devido a 2 quesitos, Deus é benevolente e onipotente, graças a essas 2 observações, Deus sequer tem o direito de deixar os filhos dele sofrerem.

Pois se ele é poderoso e não resolve, então ele não é bondoso, independente dos planos dele, independente se o plano dele é "x" ou "y", ou ele acaba com o mau, ou ele não é benevolente.

Abraço camarada, até a próxima.

Meu caro amigo Thiago...

talvez não tenha me dado a entender direito quando citei as características que fazem da Terra um lar perfeito. Quando usei essas palavras, não estava de modo algum querendo dizer que não possa existir outras "Terras" espalhadas pelo Universo. A questão da zona habitável que você citou é um assunto que devemos tomar um pouco de cuidado, pois estamos falando de planetas extra-solares. Dessa forma, dessa quantidade de planetas que foram encontrados temos que entender que a nossa tecnologia privilegia na maioria das vezes planetas de grande massa o que na maioria das vezes leva a planetas gasosos. Mesmo se o planeta for rochoso e tiver água em abundância que permita o desenvolvimento da vida, o planeta tem que estar na posição certa na galáxia e ter um equilíbrio gravitacional com os demais corpos do sistema. Dessa forma, eu não estou querendo dizer que não haja vida em outros planetas, pelo contrário, há muitas chances para que isso aconteça pelo tamanho do universo. Entretanto, isso ainda fica só no campo especulativo, e dependendo de uma tecnologia muito mais eficiente do que a nossa, e também, nesse contexto, devemos levar em conta a equação de Drake e algumas hipóteses de Carl Sagan. Assim, esses planetas que estão em zonas habitáveis, geralmente estão sujeitos a fatores muito variáveis, como o tipo de estrela que eles orbitam. Até agora, apenas a Terra possui características extremamente favoráveis à Vida. Daí, devemos levar em conta também, que quanto mais profundo observamos o universo, mais antigo o vemos. Isso leva a outra implicação: a existência desses objetos. Pois até agora observamos em nossa vizinhança, o que nos leva a pensar que quando conseguirmos observar planetas em outras galáxias já estaremos vendo um passado muito remoto. Assim, se um planeta precisa de bastante tempo pra desenvolver características para que haja vida, como esses planetas até agora foram encontrados em sistemas estelares instáveis relacionado ao tipo de estrela, pode ser que o planeta não tenha tempo de se desenvolver. Portanto, a existência de vida vai ficando mais comprometida à medida que conseguimos observar mais longe. Outro fator que dificulta muito a existência de vida fora da Terra é que quando as estrelas são formadas, isso acontece na grande, grande mesmo, maioria das vezes em sistemas binários ou múltiplos de estrelas. Sendo assim, o campo gravitacional desse sistema, pela sua massa, não possibilita que corpos menores sejam formados. Isso acontece pela dinâmica evolutiva do próprio sistema. O que quero dizer com todas essas palavras é que pode ser que haja vida em outras planetas: SIM, entretanto existem inúmeros fatores para que isso aconteça, o que faz com que as probabilidades se tornem baixíssimas. Seria como uma espécie de acertar na mega sena mas tendo um espaço amostral incomensuravelmente maior. A questão aqui não é pensar num universo enorme, mas a própria condição para o surgimento de um planeta é muito limitada, e pra surgir um planeta que tenha condições favoráveis a existência da vida isso se torna uma probabilidade de quase 0. Um conhecido astrônomo, Marcelo Gleiser, chegou a dizer que precisamos preservar bem nosso planeta pois as chances de se encontrar vida fora da Terra não é impossível, mas as chances são extremamente baixas. Portanto, eu como cientista preciso ser tão otimista e tão crente para acreditar que tudo isso foi apenas uma probabilidade do que acreditar que alguém fez isso, e que também pode ter feito em outros lugares.

Com relação à existência do mal, a bondade de Deus não exclui a atuação da sua justiça. A Bíblia diz: "Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado." Romanos 11:22

Continuando...

A bíblia diz que Deus fez o homem conforme à sua imagem e semelhança, portanto com capacidade pra tomar decisões. Além disso deu um lugar perfeito para ele cuidar. Deu apenas uma exceção, que ele não poderia COMER de um fruto que estava no meio do jardim. A questão do comer é interessante, porque se quando alguém come alguma coisa não o pode fazer acidentalmente, mas por escolha. Daí, ele preferiu ignorar a advertência de Deus e a justiça de Deus o fez pagar por isso. Para Deus o pecado não compensa em hipótese alguma. Então ele amou tanto a humanidade que prometeu enviar uma solução para o seu pecado, mesmo que ele tivesse de vir aqui na Terra, se fazer homem e morrer por uma coisa que ele não tinha feito. Ele assim o fez. A bíblia diz: "Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores." Deus apenas não diz que ama a sua criação, mas ele provou isso quando veio morrer por um erro que não era dele. Agora ele dá de graça o presente que o pecado não pode dá: "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." Apocalipse 3:20. Será que tudo isso que ele fez não é uma prova de amor? A criação de sofre porque não segue o que Deus disse em sua palavra. Ela está acessível a quem queira. Ele diz: "Provai, e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele confia." Salmos 34:8. Deus está pedindo que as pessoas provem os caminhos dele pra ver se o que ele diz é mentira. Jesus morreu pelo pecado que sua criação escolheu cometer, e agora ela dá a salvação. Agora, acredita quem quer. Isso o torna malevolente? Não. A escolha compete a cada um.

Nessa história toda, Deus vai acabar com o mal. No tempo que ele determinou. A principal questão é que o mal está dentro de cada um de nós. Assim, Deus está dando o tempo pra nós decidirmos não mais praticar o mal, mas o bem que está no manual daquele que quer o nosso bem. A Bíblia diz porque o plano de Deus ainda não chegou ao fim, com a extinção do mal: "O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se." II Pedro 3:9. A questão aqui é que existe um tempo pelo qual essa graça vai ficar disponível. O problema é que esse tempo vai acabar. E quando isso acontecer, todos nós haveremos de prestar contas de tudo que fizemos. A bíblia diz: "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal." II Coríntios 5:10. Quando estivermos lá, tempo não vai ser um desculpa, nem evidências de que ele existe. Tudo vai se resumir em apenas uma escolha.

Abraço Thiago. Até a próxima.

Olá meu amigo.

Então, devido ao tamanho do nosso universo, a chance de existir um planeta nas mesmas condições que a Terra são grandíssimas, eu acredito nessa teoria.
Claro que mesmo o universo sendo infinito, pode acontecer de chegar em uma determinada parte e simplesmente não existir mais estrelas, planetas e etc, chegar uma parte e encontrar apenas o espaço infinito sem nenhuma poeira a mais, se levarmos essa hipótese em consideração, isso diminuiria e MUITO as chances de existir outros planetas nas mesmas condições que a Terra, mas mesmo assim o fato da Terra ter todos esses "privilégios" ainda está muito, mas muito longe de comprovar a existência de um criador, na minha opinião, isso não aumenta nem em 0,01% de chance de existir um criador.

Pude perceber que você tropeçou em umas partes de suas palavras, como por exemplo quando dizia sobre a vida em outros planeta, hora disse que as chances de existir são enormes devido ao tamanho do universo, hora disse que a chance é praticamente zero, acho que isso bate contra os preceitos de um cientista, não quero dizer que você deve demonstrar certeza em uma opinião só, mas dizer que "sim" e na mesma frase sobre o mesmo assunto dizer que "não" tornaria sua opinião "nula". Outro exemplo é a respeito da onipotência de Deus, primeiro você disse que a onipotência dele era o "amor", depois de eu discordar e dizer o por que, você não insistiu em me mostrar o por que de sua opinião, e logo mudou ela.
De maneira nenhuma quero questionar você como cientista, mas são pequenas coisas que pude observar em nossa breve conversa.

Deus colocou a fruta no jardim, se ele realmente não quisesse que a humanidade experimentasse o mau, ele nem ao menos teria posto a tal fruta lá.
Todos nós sabemos que comer carne é sinônimo de sofrimento animal, mesmo assim nós a comemos. Tanto eu, quanto você (estou generalizando, caso você seja vegetariano, saberás que existe muitos Cristãos que se alimentam de carne), podemos usar isso como exemplo, se a carne fosse o fruto proibido, você estaria pecando todos os dias, pois tanto a carne quanto o fruto nós sabemos que não seria legal comer, pois um causa o sofrimento de vidas e outro seria o ponta pé inicial pra maldade humana.

O fato dele ter mandado um filho pro sofrimento em nome do pecado humano o torna mais malevolente ainda.
Pessoas sofrem no mundo todo de fome, de doenças e etc e você diz que ele simplesmente vai acabar com o mal no tempo que ele determinou, e enquanto isso o que ele faz? Assiste tudo de braços cruzados, assiste o sofrimentos de seus filhos.
Ele não está esperando pra ver se a humanidade vai se salvar, pois esse sofrimento existe desde o inicio da mesma, se fosse pra ele fazer algo, ele já o teria feito.

Deus é malevolente pois ele não nos deu o livre arbítrio, ele disse "Ou você se curve diante de mim, ou terás que sofrer eternamente no inferno"
Isso pra você é livre arbítrio? Pra mim não é.

Bom devido a algumas distrações por aqui hoje, creio que não devo ter respondido os comentários da melhor forma possível, peço desde já desculpas por algum erro de português ou palavras que eu tenha usada de forma errada, causando uma impressão de ofensa.

Abraço, até mais amigo.

Caro Thiago,

você sempre está falando em universo infinito. Pra ciência isso não é uma verdade que devemos levar em consideração. Podemos perceber isso pelo princípio cosmológico de que o universo é o mesmo em qualquer direção que olharmos. Portanto, pela expansão do universo, não seria conveniente falar de universo infinito, pois é o próprio universo que está em expansão. Bom, se todas as características que falei que nosso planeta possui não são suficientes pra mostrar que existe um criador, lhe dou outra mais universal. A própria forma como o universo começou, expandiu e distribuiu sua matéria mostra que alguma coisa, no mínimo extraordinária, aconteceu; se essa expansão fosse mais lenta o universo colapsaria sobre si mesmo. Caso fosse mais rápida, o resfriamento seria tão rápido que as estruturas atômicas não poderiam ser formadas. Contudo nós estamos aqui, na exata posição que precisávamos estar. Para mim, se isso não for obra de um criador... cara fico sem palavras pra exprimir tantas coincidências. No meio científico conheço muitas pessoas que não acreditam em Deus, mas não dão o braço a torcer por isso. Basta observarmos os fatos. Hoje em dia a moda não é ser ateu, mas agnóstico. Principalmente em cosmologia e astrofísica, não dá pra simplesmente dizer que Deus não existe, pois há muitas coincidências por trás da formação do universo e da Terra.

Quando falei da existência de vida acho que não falei o que você mencionou. O que disse foi o seguinte: A ciência trabalha com fatos. Portanto, quando analisamos do ponto de vista da ciência que dispomos hoje sobre formação planetária e formação de estrelas, isso reduz a possibilidade de existir vida à praticamente 0. Pois nem todas as estrelas possuem planetas, a grande maioria das estrelas nascem em sistemas múltiplos o que impossibilita a existência de algum planeta. Se o universo é muito grande que possa abrigar vida em outros planetas, por outro lado a astrofísica nos mostra que devemos refrear nossas expectativas. Portanto, para a ciência, vida em outros planetas ainda é apenas uma ficção. Quis dizer apenas isso. Portanto, não entrei em contradição.

Outro fato acerca do amor de Deus. Eu continuo acreditando que a onipotência de Deus se resume em amor. Eu não desisti desse ponto. O que falei posteriormente tem tudo a ver. Deus é completamente bom, portanto, aquilo que ele planejou para sua criação não pode ser diferente. O amor de Deus não exclui a sua justiça. Um pai que ama seu filho o disciplina quando ele está errado, e no entanto o pai continua amando seu filho. A onipotência de Deus se resume em amor, porque ele se fez carne pra morrer pelos pecados que não era seu. Amor também, pois ele ressuscitou pra dar de graça a salvação que ele conquistou com seu próprio sangue. E não apenas isso, mas ele insiste a cada dia que nos arrependamos das vezes que cometemos pecados contra ele, e sejamos abençoados por ele. Agora, assim como o inferno foi feito pro diabo, quem desobedeceu a Ele, da mesma forma será castigado. Amor e justiça são as bases do trono de Deus.

Prosseguindo...

Com relação à fruta do jardim, isso não quer dizer que Deus estava induzindo o homem ao mal. Isso se torna evidente quando lemos que Lúcifer pecou e não precisou de fruta para comer. Ele pecou pois foi feito com a capacidade de tomar decisões. Então assim preferiu. Da mesma forma, havendo fruta ou não o homem poderia pecar da mesma forma, pois também era racional. Deus todos os dias coloca à prova nossa fidelidade para com ele. Se nós o amamos então vamos sempre querer ficar do lado dele. Entretanto, se o negarmos sofreremos as consequências. E essa obediência que ele exige tem um grande motivo. Não é apenas uma demonstração arbitrária de poder, mas ele sabe o que é o melhor para as nossas vidas, e portanto devemos obedecê-lo. Alguém vai pro inferno não porque Deus quer, mas porque escolhe ir pra lá. Deus é bem claro ao dizer que quem não quer ir pra lá basta receber o presente que ele está oferecendo. Depois que o homem pecou, toda a humanidade está destinada ao inferno. Portanto todos já vão pra lá, a menos que acredite no plano que Deus preparou. Assim como o homem teve razão pra escolher o mal, então ele quer que esse mesmo homem tenha racionalidade pra escolher o bem.

Agente tende a dizer que o passar fome e sofrer e culpa de Deus. No entanto isso não é verdade. As pessoas passam fome porque os governantes são gananciosos. E a ganância é pecado. Portanto, a culpa de pessoas estarem sofrendo é apenas culpa do homem. Se os detentores do poder obedecessem a Deus, todos teriam suas necessidades satisfeitas. Portanto, Deus não é culpado se agente não quer obedecê-lo.

Outra coisa, a morte do homem e de animais só aconteceu porque o pecado passou a existir. Tudo era perfeito e não existia morte. O comer carne só veio após a desobediência do homem. A bíblia diz que o salário do pecado é a morte. Portanto, isso é apenas consequencia de não acreditar em Deus.

Agora eu vejo que se eu sou o criador de alguma coisa, eu posso fazer da forma como eu queira. Pois de fato eu sou o criador. Então, se Deus fez o homem perfeito e ele quis desobedecê-lo, Deus não precisava mais se importar com ninguem, pois não foi culpa dele. Mas mesmo assim, ele provou esse amor quando morreu por mim e por você. Ele só pede pra que confiemos nele.

No decorrer da história, muitas pessoas discordaram do plano de Deus, mas ele continua amando a todos, e não quer que ninguém se perca, senão que todos se salvem. Agora onde está a maldade de Deus em querer que você tome a decisão de fazer o certo? O presente ele está dando, oportunidade nós temos... No final, a maldade está em nós mesmos porque não queremos fazer o bem.

Abração, até mais.

Olá,

Bom, se não me engano o universo tem mais ou menos 13 BILHÕES de anos-luz segundo a ciência, pesquisas dizem que ele pode expandir-se tão rápido quanto a velocidade da luz, embora possamos ver somente uma P-E-Q-U-E-N-A FRAÇÃO do universo devido à limitação imposta pela própria velocidade da luz. É incerto se a dimensão do espaço é finita ou infinita.
13 B-I-L-H-Õ-E-S de ano luz, e você acha que APENAS aquelas características que você citou são o suficiente pra provar a existência de um criador? Como diz no vídeo “Você deve estar de sacanagem” rsrs

Sobre sua outra característica mais universal, nós temos o Espaço Sideral, uma região de Vácuo onde nada existe que está além do universo, mas nesse espaço, quantos milhares de outros universos já não tentaram aparecer e acabaram sendo dizimados por não ter as características do nosso universo? Além do mais, existe milhares de teorias nos quais possam existir mais milhares de universos formados no Espaço Sideral (Multiverso). O nosso universo existe por uma mera sorte, infinitos universos tentaram surgir mas não conseguiram, em meio tantos, é natural que um consiga (como naquele exemplo dos dados). Aos nossos olhos humanos minúsculos, as coisas que você disse parecem coincidencias demais pra ser um mero acaso, mas ao olho do tamanho infinito onde está o espaço em que mora o nosso minúsculo planeta, todos aqueles argumentos se tornam insignificante demais pra provar a existência de um criador.

E mesmo que não aja outros universos, o nosso universo de 13 B-I-L-H-Ô-E-S de anos-luz é grande o suficiente pra anular a teoria de um criador atravéz de tão poucas características (tão poucas perante ao universo e não a seres minúsculos como nós).

Se a onipotência de Deus se resume em “amor” como você diz, então não foi Deus o criador do universo, certo?rs
(olha a contradição rs)
Se o universo realmente foi criado, esse criador possui poderes que vão muito além do “amor”

Deus é malígno, uma vez que ele não se importa se a pessoa é boa ou má, o que importa é que a pessoa se curve diante dele, caso contrário essa pessoa irá para o inferno sofrer eternamente independentemente se é boa ou má. Como você mesmo disse “Se nós o amamos (Deus) então vamos sempre querer ficar do lado dele. Entretanto, se o negarmos sofreremos as conseqüências.” Suas palavras foram claras e em bom som rsrs, e mesmo que não houvesse dito, existe muitas citações como essa na bíblia.

“Alguém vai pro inferno não porque Deus quer, mas porque escolhe ir pra lá.” <- negativo, Deus deu duas escolha ao ser humano, “ou você se curva diante de mim, ou irá para o inferno” nós estamos presos à essa regra egoísta e mesquinha de Deus.

Como eu sempre digo -> “O fato de escolher se curvar diante de Deus não te torna uma pessoa boa e o fato de você não crer em Deus não te torna uma pessoa má”

Os “detentores do poder” são os culpados pela fome no mundo, mas Deus que possui o poder infinitamente maior que um mero humano, apenas assiste tudo de braços cruzados, ele ainda justifica através de seus seguidores que está “esperando que nos arrependamos”, que absurdo! Como dizem por aí “Ah! Faça-me o favor né?!!!” rs

(Continuando)

“Agora eu vejo que se eu sou o criador de alguma coisa, eu posso fazer da forma como eu queira. Pois de fato eu sou o criador.” Um ser humano pode pensar assim, mas o Deus da bondade definitivamente não!

“Ele só pede pra que confiemos nele.” – Eu confiaria nele, se ele aparecesse na minha frente, provasse que é realmente bondoso. Mas em toda história da humanidade eu nunca ouvi falar uma prova concreta de que ele existe, o que ele quer se escondendo assim? Ele só pode estar de brincadeira com a nossa cara né? rs

“Outra coisa, a morte do homem e de animais só aconteceu porque o pecado passou a existir” então se o pecado não existisse, nós iríamos viver na base de que? De vento? Que eu saiba TODOS nossos alimentos são feito através de outras vidas, seja animal, seja vegetal.

“No final, a maldade está em nós mesmos porque não queremos fazer o bem.” – Mais uma vez eu repito, o fato de eu e muitos Ateus não nos curvarmos a Deus, não quer dizer que não façamos o bem.

Abraço meu amigo, até a próxima.

Meu amigo Thiago,

acho que ciência não é muito sua praia. A ciência não sabe qual o tamanho do universo. Mas SUPONDO que o universo evoluiu uniformemente ele deve ter EM TORNO de 13.5 bi de anos. Essa idéia é suportada porque inferimos a idade de aglomerados MAIS OU MENOS com essa data. O problema é que para calcular idade em astrofísica precisamos saber distâncias, o que é sempre um PROBLEMA. Conforme um MODELO matemático chamado de modelo padrão ou big bang, é o próprio universo que está em expansão. Assim o universo é finito. Como APARENTEMENTE a radiação se distribui de forma uniforme, não podemos dizer que o universo possui algum vazio. Não existe um vácuo como o conhecemos, pois em física o vácuo é cheio de energia como o vácuo Casimir. Outra coisa, em ciência precisamos de dados que possamos observar. Portanto, até hoje a melhor teoria com base matemática, experimental e observacional para a origem do universo é o big bang. Ela não explica tudo mas explica muita coisa. Por outro lado a teoria do multiverso ainda é só ficção. Ainda não foi feito nenhum experimento que a comprove. Portanto, não é uma argumentação que você possa se apoiar. Agora me admira você que quer ver Deus para poder acreditar nele acreditar numa teoria sem nenhum suporte científico. Acho que você está caindo em contradição.

Também acho que você continua sem entender o que estou dizendo. De fato o universo é muito grande pra que apenas haja vida só na Terra. Contudo isso é o nós achamos. Em nossa mente pequena nós não conseguimos acreditar que existe vida só na Terra pois vemos uma vastidão de estrelas no céu. Entretanto, a ciência está além do querer humano. Não adianta eu colocar um expectativa lá em cima, por mais que eu queira, quando a física estelar me mostra que apenas pra surgir uma estrela é a coisa mais difícil do mundo. Mais difícil ainda ter sistemas planetários. E ainda mais difícil ter planetas na zona habitável. Embora, por mais difícil que seja, um planeta em outro local do universo apareça e que esteja na zona habitável, que está relacionado apenas com a quantidade de água e radiação que recebe de sua estrela, ele precisa ter uma estabilidade gravitacional, ter um campo magnético estável, orbitar uma estrela estável... e muitas outras coisas. Sendo assim, o exemplo do dado nos dá uma probabilidade maior do que aquela que precisamos pra ter um planeta em condições reais de abrigar vida. Cara só to dizendo que é ser otimista demais querer encontrar vida em outros planetas. Se encontrarmos, tudo bem, mas as chances são colossalmente pequenas. Assim vejo que temos que ter um criador para fazer com que estejamos aqui com todo um cenário que nos permita estar. Se houver vida em outros locais, também foi preciso um criador para fazer um sistema ser favorável à vida, pois quando deixamos todos os parâmetros livres a coisa fica feia.

Outra coisa que nos permita estar aqui hoje, é que a formação de estrelas no universo sempre favorece a formação de estrelas de baixa massa. Caso contrário, teríamos inúmeras explosões próximos a nós que vida não seria possível. Mas se você quiser pode continuar pensando que tudo é apenas probabilidade. E eu não "estou de sacanagem", pois minha área de atuação é a formação estelar, portanto eu sei do que estou falando. E eu não consigo ver apenas probabilidade em tudo isso.

Continuando...

Eu não sei porque você insiste em dizer que eu caí em contradição quando disse que o poder de Deus se resume em amor. Você certamente sabe que isso é uma figura de linguagem. O amor de Deus na criação é porque tudo o que ele nos deu foi perfeito até que estragamos tudo escolhendo seguir nossa própria vontade. Se você comprar um liquidificador novo e a tensão na sua casa for de 110V e você ligar em uma 220V ele vai queimar. Agora, podemos pensar que o fabricante foi muito mesquinho porque ele quer estritamente que usemos uma tensão de 110V, que está escrito no manual. Ele deve estar de sacanagem... Cara Deus que criou o homem sabe a melhor forma como ele deve se comportar. Ele sabe que o pecado pode queimar o sistema do homem como já o fez. Deus está querendo lhe concertar pra que tenhamos uma vida de fato feliz. A obediência que ele exige é apenas para o nosso próprio bem. Eu me curvo diante de Deus não porque sou bom, mas no momento que acreditei no plano dele para minha vida ele me faz uma pessoa boa. Isso não quer dizer que não peque, mas a Bíblia diz que ele pode nos perdoar. Todos nós somos maus, mas após crer no plano de Deus ele nos vê justificados. Ninguém é bom. Quando não acreditamos no plano de Deus o que fazemos aparentemente bom está manchado pelo pecado. Nós não demos fazer boas obras achando que iremos pro céu por causa disso, mas fazer porque amamos a Deus e a sua criação. A bíblia diz que quando somos salvos ele pega todos os nossos pecados e deles não "lembra" mais. Isso não quer dizer que se eu pedi a mão tentando fugir de um roubo, quando eu acreditar no plano de Deus minha mão vai voltar ao normal. Mas eu vou ser preso e vou ter que pagar pelo que fiz diante dos homens. O amor de Deus não exclui sua justiça.

Outra coisa que vejo e que faria você acreditar em Deus é se ele aparecesse pra você ou se ele salvasse logo todo mundo. Contudo ele não vai aparecer pra você pessoalmente, pois ele tem sua criação pra dar evidência disso. Jesus contou uma história verdadeira (não era parábola pois ele citou nomes e nesse tipo de história não se usa) que um homem morreu e foi pro inferno e pediu que Deus enviasse algum anjo lá pra avisar aos seus parentes e Deus disse que eles tinham que confiar na palavra dele. O plano de Deus está traçado, o seu filho morreu pelos seus pecados e isso não vai ser em vão. Também, ele não vai salvar todo mundo de uma vez pois o plano dele é que você creia na solução que ele Deus. Se eu escolho viver minha vida fora do manual do fabricante, é Deus responsável pela minha escolha? Deus provou que nos ama quando se fez homem pra morrer por nós. Não sei o que você pensa sobre Jesus, mas alguns dizem que ele foi apenas um grande mestre. Eu acho que ele não pode ser só isso, pois se ele sabia que não era Deus e falou que era, então foi um grande mestre mentiroso. Ou ele era Deus e Deus existe ou o maior mestre que a humanidade já teve foi uma grande mentira.

Mas eu lhe digo que mesmo de Deus descesse do céu e aparecesse pra você, mesmo assim você não acreditaria nele. A bíblia conta que quando Jesus acabava de fazer um milagre, as pessoas chegavam até ele e dizia: mostra-nos um milagre pra que acreditemos em ti!

Quando falei da morte de animais após o pecado, achava que você tivesse lido a Bíblia, pois lá Deus fala como era antes.

Cara, tá muito boa nossa conversa, mas Deus se mostra evidente em toda a sua criação. A Bíblia diz: "Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis." Romanos 1:20

Terminando...

Eu vou ter que parar por aqui. O plano de Deus é bastante simples. Ele morreu por você, ele lhe amou e a maior prova disso é que você está vivo hoje e ter a oportunidade de crer no plano dele. Agora, isso é que ele tem pra lhe dizer. Agora cabe a você acreditar ou não. E como disse antes, só vamos saber se você ou eu estou certo quando morrermos. Até hoje eu não me arrependo de ter depositado minha confiança em Deus. Se ele não existir também não vou ter me arrependido da vida que tive. Agora se ele existir, o abacaxi fica com você. Eu espere que você não se recorde dessas palavras apenas quando for tarde demais.

Meu tempo está extremamente curto, portanto termino aqui meus comentários. Se você quiser responder eu vou ler, mas não postarei mais comentários. E saiba de uma coisa, eu vou orar por você todos os dias pra que Deus lhe abençoe (e sua família) independente se você crer ou não. E também pra que caia dos seus olhos a venda que lhe impede de deslumbrar a glória de Deus.

Um abraço muito grande. Felicidades na vida.

Realmente a ciência não é minha praia, se fosse, possivelmente eu estaria estudando aí com você rsrs

E é por esse motivo também que as teorias que eu citei não foram criadas por mim, são coisas que eu costumo pesquisar, teorias criadas por cientistas conceituados na área que atuam, NADA do que eu disse eu inventei.
A Teoria do Multiverso é ficção sim, caso contrário não seria uma "teoria" né? rs
Mas da mesma forma que elas ainda não foram comprovadas serem verdadeiras, também não há como provar que são falsas.

Não caí em contradição, pois eu costumo seguir o que faz mais sentido, e ao meu ponto de vista, essas teorias fazem mais sentido do que em criador sobrenatural. Pois as teorias tem fundamentos.

Não vou ser hipócrita e dizer que entendo mais do assunto "universo" que você, pois como você disse, sua área de atuação é essa e eu tudo que
sei são coisas básicas que estudo por conta própria, mas para acreditar em algo sobrenatural ainda acho que precisamos de evidências,
não de "fé céga", o sobrenatural é algo dificil de acreditar quando se coloca a lógica em primeiro lugar, eu não vejo o sobrenatural,
eu não sinto o sobrenatural, eu não ouço o sobrenatural, em outras palavras, o sobrenatural simplesmente não existe, já as teorias
impostas pela ciência não foram provadas, mas se baseiam em algo com fundamento, algo que possamos ver, calcular e tirar conclusões,
por isso não tem como comprarar e dizer que estou entrando em contradição.

E nada disso que você diz sobre o amor de Deus prova que ele é bondoso, uma vez que ele não nos deu o livre arbítrio de ser feliz sem ele. Só prova que ele é egoísta e não quer que alguém que não se curve perante ele seja feliz, ele julga essas pessoas como sendo malvadas e que merecem a morte e sofrimento eterno. Isso é fato e não mudará.
Se ele ama mesmo o homem, ele poderia dar a opção de uma pessoa ser feliz pós morte, basta que essa pessoa tenha sido boa durante a vida, mas não, se não se curvar pra ele, irá queimar no inferno, não importa se foi boa ou má.
Você fala bastante em "salvação do pecado" como na maioria das vezes se referindo aos Ateus como os "pecadores" mas ser Ateu não quer dizer que façamos coisas erradas. Por que todo Cristão julga os Ateus como criminosos e pecadores? rs

"Contudo ele não vai aparecer pra você pessoalmente, pois ele tem sua criação pra dar evidência disso." não existe evidência nisso ao meu ponto de vista.

Deus não deveria nos tratar como um objeto, ele não deveria ter um "manual" dos humanos, ele deveria dar o livre arbítrio pra cada um fazer o que quiser, com uma única regra SER UMA BOA PESSOA.
Mas se ele nos julga como meros objetos criados por ele a ponto de nos dar um "manual", então ele não merece o nosso respeito.

Minha opinião sobre Jesus, sinceramente eu não saberia dizer se acredito que ele existiu ou não, claro que se ele tiver existido, era apenas uma pessoa perturbada se achando filho de Deus, mas é difícil de acreditar na existência dele, pois se ele tivesse realmente existido de verdade, deveriamos ter alguma evidência disso, mas não, não temos NADA... o nome dele não é citado em nenhum outro livro no mundo a não ser na bíblia! Estranho não ter nenhum escritor naquela época pra escrever sobre os feitos dele.

Bom cara, mas é isso aí.
Curti sua participação no blog, embora tenhamos pensamentos diferentes sobre o mundo e a vida.

Vlw cara!
Felicidades pra você também.

A Religião é um estado passional de uma mente em plena ignorância. A religiosidade é a forma mais camuflada de se apoderar de sua própria liberdade.

como dizia o filósofo alemão: "Libertem-se pois, para além do Bem e do Mal."

Desperte para aquilo que exsite além do que conhece e quem sabe estará mais próximo da verdade.

Site interessante. Marcarei presença mais vezes.

Postar um comentário

Leia antes de comentar

Os comentários serão moderados e liberados após a constatação de que estão de acordo com a regras do Blog (vide a aba 'regras' no topo da página).

Um debate racional é sempre bem vindo, por tanto se deseja criticar algo, faça com que sua critica tenha fundamentos, qualquer trollagem detectada não será aceita.

Todas as perguntas ou debates feitos aqui na caixa de comentários serão respondidos por mim, por tanto não deixe de voltar pra conferir a resposta ou réplica de seu comentário. Tento responder todos em no máximo 24hrs.

Para dúvidas, críticas, elogios ou sugestões visite nossa página de contato (última aba no topo do blog) e mande-nos um recado que eu retornarei assim que possível.