Desmascarando seu inconsciente.

Por trás de seus pensamentos, existe muitas verdades nas quais você ainda não se deu conta. - Thiago Urameshi

domingo, 6 de novembro de 2011

Israelenses assinam petição para serem registrados como “sem religião”


religião judaica abriu precedentes e no domingo centenas de judeus israelenses assinaram uma petição solicitando que as autoridades do país os registrem como “sem religião”.


Esse passo separa o Estado e a religião, algo que em Israel é muito difícil de acontecer, já que os judeus ortodoxos e ultraordotoxos acabam controlando todos os aspectos da vida dos cidadãos.

Entre as pessoas que assinaram a petição estava o jornalista Uri Avnery, de 88 anos. “Israel está se transformando em um Estado teocrático no qual os ultraortodoxos controlam todos os aspectos da vida do cidadão”, afirmou ele à BBC Brasil.

“Sou um total ateu e não vejo razão alguma para que eu esteja registrado como pertencente à religião judaica e subordinado ao rabinato”, disse.

Quem também se manifestou sobre o assunto foi Miki Gitsin, líder do movimento Israel Livre, ele diz que “centenas de israelenses não suportam mais o fato que as instituições rabínicas e os políticos ultraortodoxos controlam suas vidas e os impedem de viver de acordo com seus princípios”.

Muitos israelenses ficaram indignados com o pedido dessas pessoas e enviaram reações furiosas pela internet aos signatários dos documentos.

No site do jornal Haaretz, alguns comentavam que a secularização significaria “a morte de Israel” e que o Estado foi criado para ser judeu.

Em Israel todos que nasceram de mãe judia ou se converteram ao judaísmo são classificados como pertencente à religião e à nacionalidade judaica. Mas há diferenças entre judeus israelenses e árabes israelenses. Quem não for judeu, por exemplo, não pode comprar terras públicas, pois de acordo com as leis locais somente um judeu pode recebê-las.

O casamento civil também é negado aos não judeus. E um homem definido como judeu só pode se casar de acordo com os preceitos do rabinato, e somente com uma mulher judia.


Hipocrisia Off 
 Autor: Thiago Urameshi
"Religião não define caráter"
Obrigado pela visita e volte sempre.

1 comentários:

Infelizmente, o Brasil nao anda muito diferente

uma cambada de crentes fanaticos ocupando a maior parte das cadeiras do senado, o resultado sao propostas de leis que nao ajudariam em absolutamente nada como esses 3 exemplos de propostas de "leis":

"de colocar um crucifixo em todas as escolas publicas";
"deixar uma biblia em cada sala de aula de todas as escolas publicas";
"Educaçao religiosa como materia escolar";

Isso fora que existem mais milhares de "projetos" (entre aspas é claro) inuteis propostos por esses deputados. Enquanto nao começar a ir gente descente no congresso e eliminar esse ninho de cobras o Brasil vai conitnuar muito longe do sonhado estado laico que tanto de discute, o msmo vale pra israel....

Postar um comentário

Leia antes de comentar

Os comentários serão moderados e liberados após a constatação de que estão de acordo com a regras do Blog (vide a aba 'regras' no topo da página).

Um debate racional é sempre bem vindo, por tanto se deseja criticar algo, faça com que sua critica tenha fundamentos, qualquer trollagem detectada não será aceita.

Todas as perguntas ou debates feitos aqui na caixa de comentários serão respondidos por mim, por tanto não deixe de voltar pra conferir a resposta ou réplica de seu comentário. Tento responder todos em no máximo 24hrs.

Para dúvidas, críticas, elogios ou sugestões visite nossa página de contato (última aba no topo do blog) e mande-nos um recado que eu retornarei assim que possível.